mais amor para mais amor
home ask.fm google twitter
THEME ©
Bem vindo(a) à minha estúpida vida, maltratada, deslocada, mal entendida, enganada, sempre com dúvidas, subestimada.

Agora é assim, primeiro eu. Quem não gostar das regras, não joga. Tô feliz, acredita? Olha só a ironia, fui buscar o amor e já tinha. Fui tentar ser feliz e já era. Fui tentar me encontrar e me perdi. E, que loucura, precisei me perder pra me valorizar. Coração vazio e sorriso cheio, que assim seja.
Tati Bernardi. (via segredou)
Eu te traí da forma mais bela possível, seu babaca. Fiz com outro tudo aquilo que você não fez comigo. E sim, eu jogo toda a culpa em você, sem medo de estar cometendo qualquer tipo de injustiça. Você foi o primeiro motivo pelo qual corrompi tudo aquilo que eu achava tão certo. E você pensa que foi por sexo? Por tesão? Por variedade? Aí que você se engana, seu imbecil! Foi por vingança. Por todas as vezes que fiz planos para o futuro sozinha. Por todas as vezes que meu ônibus passou na frente do cinema e vi cartazes de filmes que você jamais me levaria. Pela vez que você me deixou ir sozinha ao casamento da minha prima no interior. Por quando você me trocou pelo seu maldito computador. Pelas vezes que te liguei chorando de saudade e você ignorou. Pelas vezes que você não entendeu meus “réco-récos” de mulher, como chamavas. Pela ocasião que você gritou comigo no seu carro. Por me fazer acreditar que o problema era eu. Por todas as noites que me faltaram uma mensagem de “dorme bem” no celular.
Gabito Nunes. (via recomendar)

"Pegar o celular do amigo e mandar sms pra numeros desconhecidos com: adorei a noite de ontem. Quem nunca?" Eu nunca, mas olha q otima ideia KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Eu joguei sim, desconversei, fiz cena. É que não queria você me rejeitando de cara. Mas se dei a entender que eu não passava de um brinquedo, desculpa, me expressei errado. Agora me resta ouvir as canções que jurei ódio e não posso passar as faixas românticas, pois perdi o manual de instruções do aparelho de som no meu ouvido interno. Na fossa, não conte com seus amigos, ouça música, elas são o melhor ombro.
Gabito Nunes.      (via inverbos)
Ei, você se lembra daquela menina? Aquela que costumava a correr atrás de você, que se humilhava perante os seus amigos, aquela que te mandava mensagens de madrugada para o seu celular e você achava um saco. Sim, aquela que te amava e você a ignorava. Pois bem, ela cresceu. Hoje ela sabe o que quer, sabe as consequências de suas atitudes, e sabe muito bem deixar pra trás o que te faz mal. Hoje ela consegue viver sem você. Ela aprendeu o que é ter “amor próprio”, e se coloca em primeiro lugar. Pra você vê como as coisas mudam. E sabe o que ela está fazendo agora? Dando amor para quem merece, e sendo tratada como deve, como uma princesa; Outro cara ocupou o seu lugar, e fez com que ela saiba o que é ser amada de verdade.
— Anonimo (Via: Bemresolvida)